sexta-feira, 29 de maio de 2009

À Carol

Seria impensável ir para este fim-de-semana sem dizer que vamos para a primeira despedida de solteira à maneira!!

Carol, tu sabes...

Para você:

Astros

Os astros devem estar desalinhados!!!



De certezinha!!!
eheheheh

quinta-feira, 28 de maio de 2009

Para ti ....Parabéns!!

http://www.youtube.com/watch?v=JAR1ePMZ0vs

Distância

Deveria ser a primeira pessoa do mundo a não acreditar na distância mas acredito.

Quando se existe e se sente não são dias, meses sem olhar ou falar para lá que se esquece.
Aprendi que se há amor não terminado em nós, ele persiste e cola na pele... Passam por nós caras conhecidas de tempos a tempos que nos tocam, mas mal a mão levanta a face, conhece-se quem nos aperta cá dentro. Mesmo com distância...

Mas é complicado e difícil...
Vive-se no meio de dias e noites, de gente na rua e calor na praia.
Lá distante existe-se, ama-se, o ego e o desejo fazem olhar e desiquilibrar. Afinal somos gente que reage no despertar de um sentido qualquer.
A distância fica longe. Tão longe que nem se vê...
Mas... geralmente após o Verão vem o Inverno que traz a chuva e a razão.
E a razão é o que somos, o que sentimos falta, o orgulho de chegar a casa e um amor incondicional que gera a segurança de estarmos aqui ao pé.

Às vezes sabemos disto de lá longe, outras vezes não..
Mas não culpo desorientações temporárias, acessos de pensamentos com vontade originadas por simplesmente viver. E se há base, volta-se invariavelmente...

A grande questão é que a distância não se mede em países, capitais de distrito e nem sequer em Km.

A distância calculada por falta de coincidências, por caminhos vários, por falta de sedução, por vidas diferentes, por elas e eles, por destabilizações fracas sentadas no sofá, medida apenas por uma força que deveria ser complementar, é determinante nos "Km" que dividem.
Aí não há dias a passar que não façam esquecer, que não abram os olhos ao toque no corpo de um desconhecido.
Não acredito no poder do pensamento, que se prende a partilhas iguais nascidas de uma magia não esperada e não permitida, mas de ontem.
Em demasiados espaços em branco.
O vazio do caminho enche o espaço de um dia. Que não se repete.
É essa distância que mata.

Mas se nos mantivermos na história igual, o livro volta a abrir.
Mas há tantos outros para ler.

Aprendi nos últimos tempos que as pessoas são diferentes, e reagem de formas diferentes. O "já" para mim, é o "depois" para outros.. A intensidade da demonstração é relativa quando o desejo é enevoado por uma postura média defensiva e ponderada, que quer tanto quanto eu.
Impressionante como tenho visto "eus" e "outros" a sentir e querer estar no mesmo local. Situações iguais descritas de forma diferentes com as mesmas cores e tons diferentes..
Ou não...

Assim a minha distância não é mesma do outro, nem do outro. Um silêncio não aumenta os Km, e uns graus abaixo da temperatura amena podem ser apenas para ver o verde da paisagem e o azul do ceu quando se caminha para aqui.
Ou não...

Resta viver com a certeza que quando é sentido os corpos estão sempre presente aqui..
Só que quem consegue medir a distância?


Baterias fraquinhas

Eu e Xana já devíamos saber que ficar no carro com as luzes ligadas, rádio ligado durante uns minutos faz com que o carro não ligue quando pretendido..

Obrigada Sr. Alexandre!!

Cátia diz:

" Pareces uma daquelas cobras que ao atravessar a rua se levanta e faz "tche tche"!!!"

segunda-feira, 25 de maio de 2009

My Aniversário

Bem... Adorei a(s) minha festa de anos..

É complicado escolher 1 momento em tantos que houveram, mas da minha parte, quase que arrisco a dizer que a minha dança com o Edinho, versão "Dirty Dancing" foi um momento alto da noite de sábado!!
Claro está que algumas quedas ficaram pelo caminho, músicas e danças esquisitas (Carlos, ouvi dizer!!), microfones e barracas a abanar.

Bem... adorei e por isso, muito obrigada a todos..

Ah, ontem ligaram-me da rádio Xl e.. parece que nos querem lá outra vez, já que perguntaram se ficamos chateados por ter saído de lá cedo!!!
Beijinhos

My Aniversário

video

quarta-feira, 20 de maio de 2009

Fine Frenzy

Não tenho conseguido os videos originais, mesmo assim vale a pena...
Take a "hear"!

terça-feira, 19 de maio de 2009

Nunca digas que sabes como a noite acaba...

Relato real de uma segunda feira à noite









segunda-feira, 18 de maio de 2009

...

E não é que me parece que está a voltar...

Fim da semana 20 :)

video

quarta-feira, 13 de maio de 2009

TOLOS

Ok! Está mais que visto que eu e a Cátia temos problemas gravíssimos de socialização. Diria mais, com quem quer socializar connosco..
Já tivemos todos os tolos de Espinho sentados à nossa mesa de café, e ontem foi a vez do Manel.

O Manel lá andou até que se cercou a pedir um cigarro. Após este pedido normal tudo descambou, ou melhor, tudo se tornou normal para nós.. Insistentemente confundiu um isqueiro com um cigarro criando-nos algum problema de logística. Só muito depois percebemos a mensagem do nosso Manel aos berros "DÁ-ME UM CIGARRO! DÁ-ME UM CIGARRO!" "Quero viver"!! A Cátia lá acendeu o cigarro que eu lhe dei, mas que antes ficou insistentemente em cima da mesa à espera da sua voltinha pelo Mar Bravo.

Depois há o Quim que tem uma espécie de adoração pela minha amiga. E, sendo a minha amiga, o género de Madre Teresa, lá está ele mais tempo que seria normal.

Mas o nosso problema nem são os tolos, mas sim os Twilight Zone.
Eu sei que existem muitos neste mundo, mas os mais bem cotados estão principalmente localizados em Espinho! humm... até aí nada de novo!
Mas porquê nós?? Porque não podemos tomar café descansadas e falar das nossas teorias descascadas e analíticas prontas para uma tese de doutoramento...
Mas não!
Aparecem sempre cobaias expondo-se aos nossos principais estudos denominados: "Até que ponto eles são TOLOS???"
E são, e são muito!

Temos de tudo!!! Temos olhos mais abertos que o normal, temos esoterismos, temos flores de campo, temos reincidências em nomes: "O Joaquim... O joaquim... O joaquim" (o nome é falso evitando desta forma ferir susceptibilidades). Temos colinhas e gente que só trabalha!!

E assassinos? Será que faz sentido todo este acumular de personalidades estranhas sem haver uma que valha mesmo a pena? Assassinos va.. é complicado. Mas aí um traficante de droga com problemas de visão e alguma patologia de nascença. Sim, porque a profissão em si não é de todo um pré requisito para os nossos TOLOS!!!

Depois há os tolos cuja a sua personalidade de nada indica.
São tolos porque são desiquilibrados mas socialmente adaptáveis.. E esses são muito complicados também porque geralmente é sobre eles que as nossas teses são desenvolvidas.

Não é fácil.. Se é para isto que estamos nesta vida que seja, para salvar os tolos de Espinho..
Não podemos de todo fugir ao nosso destino.
Mas a Cátia teve um chamamento anterior. Há uns anos, uma energia veio ter com ela e disse:
"- Cátia, filha, vais aturar os tolos de Espinho. Tira Psicologia"
Ficou preparada!
Ora comigo a coisa complicou-se. Fui para Economia, e tenho mais dificuldades no diagnóstico de cada tolo! O que vale é que trabalhamos em conjunto.

Desta forma, encontrado o meu karma e função nesta vida, deixo-vos o nosso tlm em anexo porque depreendo que quem ler isto até ao fim vai definitivamente precisar dos nossos serviços.
Qualquer dúvida, não hesite em contactar,

Muito obrigada
Atentamente
Sónia Laranjeira

terça-feira, 12 de maio de 2009

As últimas...

video

Para ti...



"You're everything I never wanted
And all the things I didn't need
This ain't who I wanna be
You don't have to stay forever
I'll take passion over pride
Full moon, high tide
Let's make it a long goodbye
Tomorrow we'll pick up the pieces
Try to mend our broken lives
Soft kiss, sweet lies
Let's make it a long goodbye"

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Fossil Té

Aquando do nosso ritual pós almoço em direcção ao café habitual, eis que a Teresa fez uma descoberta arqueóloga, só comparada ao hit mundial Indiana Jones...
A Teresa descobriu um fossil nas escadas da multinacional empresa onde laboramos 5 dias por semana, 8 horas por dia.

Sendo assim, deixo a fotografia para comprovar o feito:

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Sexto Sentido

Será que as mulheres têm mesmo o sexto sentido?
Ou será que o que está para trás na nossa vida, o que se viveu faz com que se detecte comportamentos e procedimentos semelhantes, accionando assim uma sensação de conhecimento de acção futura?..
Mas será que os acontecimentos passados se repetem?.. Não seríamos nós indivíduos não inteligentes se deixássemos que situações menos boas se repetissem? mas... Repetem sim... Não com as mesmas pessoas, não com as mesmas palavras e nem sequer nessa consciência.. Mas tal como os valores humanos, há gestos, acções e sobretudo reacções que se repetem na vida. Por vezes mascaradas, por vezes escondidas mas a direcção final é comum...

Serão neste caso as mulheres mais alertas e assim conseguirem ligar acções passadas a acções futuras?

Falam-nos em sinais, e que para melhor os ver há que apenas abrir os olhos..
Racionalmente consigo aferir que os sinais são muito difíceis de ser olhados. Vivemos num mundo com muito ruído nesse sentido.
Tanta coisa para fazer, tantas relações com tantas pessoas, tanto trânsito de sentimentos, tanta partilha de emoções na sua mais alta percepção..
Como ver sinais no meio da multidão, ou como ouvi-los se a música é sempre alta...
Como aceitar e perceber os sinais em oposição aos envios de coincidência ou ocorrência normal da natureza?

Ou será que a percepção conhecida como o sexto sentido é a retenção inconsciente dos sinais em nós?

E será que na maioria das partes, este sexto sentido não é nada mais que pedacinhos da nossa personalidade?
Se somos mais pessimistas, pensamentos de acções menos boas povoam a mente.. E de tantas possibilidades pensadas, lá haverá uma ou outra que acontecerá.. Além disso, acho tanto que uma postura mais negativa devolve ocorrências na mesma linha de pensamento.
Já pensar coisas claras, sentirmo-nos mais leves, capazes de superar problemas da melhor forma que soubermos, faz-nos ser mais optimistas e por conseguinte pensamentos irão colar-se à realidade em coincidência ou através da lei da atracção.
Mas esta teoria cai por terra quando as premonições más chegam aos optimistas e vice versa...

O que quer que seja, o sexto sentido é algo que nos faz pensar e refletir em escolhas que se possam fazer. Uma percepção de um acontecimento menos bom pode fazer-nos regredir, e ao contrário pode fazer-nos dar passos mais largos para a frente..
Ou não, ou não...
Mas invariavelmente existe.

E ele está cá...

E eu acho que se deve a repetições...

Gripe Normal

Hoje estou meia doente,coisa rara mas que acontece ao comum dos mortais :)
É horrível quando não nos sentimos com energia suficiente para fazer face ao bom humor normal ou as capacidades físicas de descer e subir as escadas para fumar um cigarro.. Pior, nem o cigarro sabe da mesma forma.

A face e a atitude não verbal fica diminuída com um nariz vermelho e um inclinar para a frente de sono capaz de colar a cara ao teclado só e apenas só por uns segundos..

Ok, não é grave, nem sequer é assustador. A pouca febre e os 1000 espirros por dia acompanhados pelos lenços "Renova" verdes que a minha mãe insiste em comprar, é o resultado normal deste dias calientes que promovem a diminuição da roupa e aumento da surperfície corporal para apanhar a "lestada" que a Xana diz que está...

Já estou a tomar as bombas, fazendo totalmente o contrário dos conselhos da Caprice. Mas eu sou meia viciada naqueles comprimidos que fazem bem a tudo.. Constipação, febre, qualquer coisa nasal e afins! Tudo! Tudo concentrado em apenas 1 comprimido de 500mg. Os efeitos no estómago serão compensados mais tarde num adiar de um cachorro mar bravo ou um whisky cola que vai ter mesmo de ficar para a semana.
Os da Patrícia são só para aquela qualqer coisa nasal, o que pedia mais um para x, outro para y.
Racionalizar Patrícia, vamos racionalizar!!!

Posto isto, fico contente que o fim de semana não vai estar nada de especial e que me aguarda de boa forma para o próximo fim de semana onde vou estrear o meu bikini novo, que ainda vou comprar no shopping...

Ah, tenho uma voz sexy!! (e para agora, é só...)

terça-feira, 5 de maio de 2009

Relações Biológicas

Relações Parasitas:
São relações onde um dos elementos retém e prende a vitalidade, a energia e a felicidade contínua da outra parte, causando-lhe desta forma prejuízos.
É uma relação pesada, onde os "sorrisos" não são compensados pela ingestão egoísta de alguém que sobrevive com a força de uma parte que não lhe pertence.
Um elemento magoa consciente ou não consciente, amarra o seu hospedeiro a si próprio provocando a sua morte (temporária ou não)...

A carraça que "suga" um cão pode provocar a sua morte.

Relações de Simbiose:
Relação inofensiva onde dois elementos retiram entre si o que têm de melhor.
São relações onde os elementos estão intimamente ligados entre si e mantêm uma ligação de unidade. É geradora de "sorrisos", bem estar com união.
Respeito das partes e toque independente de, para sempre..
Esta associação pode terminar com a alteração da relação parasita/hospedeiro, mas ambas as partes saem beneficiadas com a partilha de benefícios mútuos e uma sensação de saudade.

Um insecto apesar de recolher o pólen das flores para benefício próprio provoca a polinização.